Actividades

Eça na rota do Modernismo Brasileiro

OFICINA DE TRADUÇÃO LITERÁRIA E 2º ENCONTRO TRADUTORMES ─ OUTUBRO 2018


Project Description

Oficina de Tradução Literária, 15 e 16 de outubro de 2018

Poemas de Ana Luísa Amaral
Português » Espanhol  Português » Alemão

sob orientação de
Javier Chavelaz Reyes e Barbara Mesquita   

2º Encontro TraduTormes, 17 de outubro de 2018

Ana Luísa Amaral em diálogo com as suas tradutoras
Barbara Mesquita, Catherine Dumas, Lauren Mendinueta e Livia Apa

OFICINA DE TRADUÇÃO LITERÁRIA

Trata-se de uma ação de formação específica que articula o meio universitário com o meio profissional. O formato desta oficina prevê o trabalho intensivo (aprox. 12 horas) de um grupo misto em termos linguísticos. Nesta oficina, os participantes (max. 6 + 6) terão duas línguas diferentes de origem (língua materna) e traduzirão a partir do português (um conjunto de poemas escolhidos por Ana Luísa Amaral expressamente para esta oficina).

Com base nos textos predefinidos, os participantes serão confrontados com questões de tradução, tanto nas diferentes línguas-alvo (espanhol e alemão) como na língua de partida (português).


ENCONTRO TRADUTORMES

Com este evento anual, o CET Tormes promoverá um intercâmbio entre autores e tradutores portugueses e estrangeiros, a fim de consciencializar um público amplo sobre o trabalho difícil e criativo do tradutor, contribuindo assim para o prestígio do seu estatuto.

Neste 2º encontro, haverá um encontro da poetisa (e também tradutora) Ana Luísa Amaral com as suas tradutoras para diferentes línguas. O objetivo deste encontro é apresentar diferentes conceções da atividade tradutória, refletindo sobre procedimentos adotados em determinadas áreas / vertentes da tradução, nesse caso de poesia.

PROGRAMA

10h apresentação da oficina de tradução e 2º TraduTormes
Orlando Grossegesse, Sandra Santos,
Barbara Mesquita, Javier Chavelaz Reyes,
Ana Luísa Amaral
10h30  Leitura dos poemas português / espanhol / alemão
pelos participantes da oficina
comentários
11h15 coffee break
11h45 Leitura dos poemas português / espanhol/ alemão
pelos participantes da oficina
comentários
12h30 almoço no Restaurante de Tormes
14h30 Mesa redonda Ana Luísa Amaral em diálogo com as suas tradutoras
Barbara Mesquita, Catherine Dumas, Lauren Mendinueta, Livia Apa
16h30 coffee break e encerramento do 2º TraduTormes

Oficina de Tradução Literária 2018

Os trabalhos serão orientados pelo tradutor e poeta Javier Chavelaz Reyes (Puebla, México) e pela tradutora Bárbara Mesquita (Hamburgo / Lisboa). O curso iniciar-se-á com um primeiro encontro dos participantes no jantar de domingo, 14 de outubro, e finalizará na quarta, dia 17 de outubro, com uma sessão de apresentação pública dos processos / resultados do trabalho, seguido por comentários da autora Ana Luísa Amaral e uma mesa redonda composta por Ana Luísa Amaral e as suas tradutoras.

O programa da quarta, dia 17 de outubro, constitui o 2º Encontro TraduTormes e terá lugar entre Tormes e Braga (Universidade do Minho, Campus de Gualtar), em moldes ainda a definir.

Tradutores de literatura no início da sua carreira bem como estudantes de pós-graduação nas áreas das Línguas, Culturas & Literaturas e da Tradução, de preferência com alguma experiência inicial (no caso de pessoas bilingues, também estudantes da graduação). Candidaturas com espanhol e alemão como Língua Materna e/ou Língua Segunda são bem-vindas para enriquecer as abordagens comparativas.

180 €; o montante inclui os almoços (dia 15 a 17) e o jantar do dia da chegada (domingo, dia 14). Alojamento (3 noites: dia 14 a 17): Casa Silvério / Lúcio + na região envolvente de Tormes (Baião).

A participação é elegível para ser financiada através de bolsas concedidas pela instituição de origem ou por entidades de intercâmbio cultural, fundações / associações profissionais. A FEQ atribui 4 bolsas no montante de 250 € (Portugal) e 4 bolsas de 350 € (fora de Portugal) que inclui uma comparticipação dos custos da deslocação até 70 € (Portugal) e até 170 € (fora de Portugal).

Prazo da candidatura até 3 de setembro

A seleção será comunicada até ao dia 6 de setembro.

As candidaturas devem ser instruídas com os seguintes documentos (envio por e-mail):

  1. Tradução de dois poemas de Ana Luísa Amaral (escolhendo entre 4 pré-definidos). Vd. documento digitalizado PDF em anexo.

Solicita-se a entrega da tradução em formato WORD e PDF.

  1. Curriculum Vitae padrão, indicando competências em línguas e experiências de tradução.
  2. Tradução de dois poemas de outros autores (escolha livre), sempre acompanhado pelo texto original).

As candidaturas com toda a documentação devem ser enviadas aos respetivos orientadores, sempre colocando em cc ogro@ilch.uminho.pt:

Organizadores

(Dir. CET-Tormes; Dir. CEHUM / ILCH)

Professor associado da Universidade do Minho. Desde 1990 docente / investigador nesta universidade, nas áreas de Literatura e Cultura Alemãs e Comparadas (Portuguesa, Espanhola), Tradução e Comunicação Multilingue (Turismo).

Estudou Filologias Românicas e Comunicação Social na Universidade de Munique (LMU) onde se doutorou em 1989 com uma tese sobre a relação entre conversação e discurso literário na obra de Eça de Queiroz (Konversation und Roman, 1991). Publicou mais de uma centena de estudos no âmbito das Filologias Alemã, Portuguesa, Espanhola e Comparada e fez traduções literárias, do português e do espanhol para alemão (Sá-Carneiro; Vila-Matas; …). Para além da tese de doutoramento, as publicações em livro mais relevantes são Saramago lesen. Werk – Leben – Bibliographie (1998; 2ª ed. ampliada e atualizada, 2009); atas de colóquios e congressos (organizadas ou co-organizadas), entre outras: «O estado do nosso futuro». Brasil e Portugal entre identidade e globalização (2004); À procura da Lisboa africana (2009, com Henry Thorau); Mnemo-Grafias Interculturais (2012, com Mário Matos).

Diretor adjunto da Queirosiana (org. das últimas cinco edições). Membro do Conselho Administrativo e da Comissão Coord. do Conselho Cultural da Fundação Eça de Queiroz (FEQ); diretor-fundador do CET-Tormes (2016), Centro de Estudos de Tradução, e diretor do CEHUM, Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho.

ogro@ilch.uminho.pt

(Barcelos, Portugal, 1994)

Professora, poeta, editora, tradutora e revisora. Licenciada em Línguas e Relações Internacionais (Universidade do Porto) e mestre em Estudos Editoriais (Universidade de Aveiro). É professora de português como língua estrangeira. Participa em diversos projetos culturais, artísticos e literários. Os seus poemas e traduções estão publicados em Portugal, Espanha, América Latina e Estados Unidos. No decorrer de 2018, será publicado o seu primeiro livro de poesia, intitulado éter, no Brasil, México e Perú.

sandra.scp@hotmail.com

Tradutores / Orientadores da oficina

(Puebla, México, 1992).

Estudió el diplomado en Creación literaria SOGEM-Puebla en la Escuela de escritores del IMACP. Becario del Encuentro Regional de Literatura Los signos en rotación 2014, del Festival Interfaz de ISSSTE-Cultura, en Puebla. Ha traducido al español poemas de Herberto Helder, Al Berto, Mário Cesariny, entre otros. Como parte del programa de apoyo a la traducción Portugal-Guadalajara 2018, patrocinado por el Instituto Camões y DGLAB, tradujo el libro Céu em fogo de Mario de Sá-Carneiro. Ha publicado algunos cuentos y poemas en medios impresos y electrónicos. Actualmente estudia la maestría en Estudios Editoriales en la Universidad de Aveiro.

(Bremen, 1959)

Licenciada em Filologia Românica pela Universidade de Hamburgo, tradutora literária de português e espanhol para o alemão de prosa (Pepetela, João Tordo, Ricardo Adolfo, Patrícia Melo, Luís Fernando Veríssimo, Juan Manuel de Prada, Martín Solares e outros) e de poesia de autores angolanos (Agostinho Neto, Zetho Cunha Gonçalves, Arnaldo Santos e outros) e portugueses (Jorge de Sena, Mário Dionísio e outros) em duas antologias bilingues (Oxalá cresçam pitangas, Poetenladen, Leipzig, 2014, e Às vezes são precisas rimas destas, Tinta-da-China, Lisboa, 2017, esta última juntamente com vários outros tradutores). Em preparação: Silvérius – Antologia poética de Arménio Vieira (a ser publicado em Outubro de 2018 pela Arachne Verlag Gelsenkirchen) e poemas de Ana Luísa Amaral. Vive e trabalha em Hamburgo e temporariamente em Lisboa/ Porto.

Convidados do 2º Encontro TraduTormes 2018

Autora / Tradutora

(Lisboa, 1956)

Profesora en la Universidad de Porto y investigadora en Estudios Feministas, Teoria Queer y Poeticas Comparadas. Es autora de más de veinte libros de poemas, lo último What’s in a Name (2017), de varios libros infantiles (entre ellos Como tu, 2010), de teatro y novela (Ara, 2013), o ensayos (Arder a palavra, e outros incêndios, 2017). Ha traducido la poesía de Shakespeare, Emily Dickinson o John Updike. Sus libros están traducidos y publicados en diversos países, como Reino Unido, España, Francia, Brasil, Suécia, Holanda, Itália, Venezuela, Colombia, México, Alemania y Estados Unidos. En el Reino Unido va también a salir una antología de ensayos sobre su poesía. Ha recibido prestigiados premios portugueses y extranjeros, entre ellos el Premio Literario Casino da Póvoa / Correntes d’Escritas, el Premio Internazionale Fondazione Terzo Pilastro, el Premio de Poesía Giuseppe Acerbi, el Gran Premio de Poesía de la Asociación Portuguesa de Escritores o el Premio PEN de Narrativa.

Tradutoras de Ana Luísa Amaral

Para além de Barbara Mesquita:

Professora emérita de língua e literatura portuguesas na Universidade da Sorbonne Nouvelle Paris 3. É autora da primeira tese de doutoramento em França sobre a obra de Agustina Bessa-Luís e dum livro sobre a mesma autora, Estética e Personagens (Campo das Letras, 2001). Publicou numerosos livros coletivos bem como artigos sobre a ficção contemporânea e a poesia, portuguesas e brasileiras, com interesse especial no cruzamento das escritas do íntimo e do discurso poético, nas questões de género, no diálogo inter-artes e no diálogo entre os textos literários e a filosofia no âmbito da literatura-mundo. Traduziu para o francês poesia, ficção, teatro e diários (Ana Hatherly, Casimiro de Brito, Eduarda Dionísio, Hilda Hilst, Jaime Rocha, Maria Teresa Horta, …). De Ana Luísa Amaral preparou as edições bilingues Imagens/Images (2004) e L’art d’être tigre (2015), para além de um Dossier da sua poesia (revue Diérèse poésie & littérature, 2016). É membro de vários centros de pesquisa nas universidades francesas, portuguesas e brasileiras.

Poeta, ensayista y traductora de Colombia, nacida en Barranquilla el 14 de abril de 1977. Su poesía aborda, con rigor expresivo y profundidad conceptual, los temas de la muerte, el dolor, la soledad, la incertidumbre de la vida, el amor y la belleza. Ha realizado, además, diversos talleres de creación poética, ensayos críticos y conferencias sobre la poesía femenina hispanoamericana. Actualmente reside en Lisboa (Portugal). Sus textos han sido parcialmente traducidos al inglés, alemán, francés, portugués e italiano y recogidos en diferentes antologías colombianas y del exterior.

Trabalha na área dos estudos literários e culturais dos Países de Língua Oficial Portuguesa. Investigadora do Centro de Estudos sobre Africa Contemporânea na Universidade de Nápoles “L’Orientale”, criou e foi responsável científica da Cátedra Margarida Cardoso. Foi professora visitante na EHESS de Paris e deu seminários na Universidade de Lisboa, na USP de São Paulo e na UFF de Niterói. Tem traduzido para italiano, entre outros Mário Cesariny, Ruy Duarte de Carvalho, Ana Luísa Amaral, Mia Couto, Luís Carlos Patraquim, José Eduardo Agualusa, Ondjaki, Ana Paula Tavares, Florbela Espanca.

Apoios & entidades parceiras

  • Dir. Geral do Ensino Superior (DGES)
  • Goethe Institut Portugal
  • Instituto Camões
  • Fundação Eça de Queiroz
15, 16 e 17 de Outubro 2018
PRAZO DA CANDIDATURA

Até 14 de Setembro
A selecção será comunicada até ao dia 16 de Setembro.

LOCAL

Fundação Eça de Queiroz
(Como chegar)

CONTACTOS

Orlando Grossegesse
ogro@ilch.uminho.pt
Sandra Santos
sandra.scp@hotmail.com

Descarregar Brochura (.pdf)

Likes(0)Dislikes(0)