Contactos

Telefone +351 254 882 120
E-mail info@feq.pt
Morada a utilizar em GPS

Caminho Particular de Tormes
Quinta de Tormes – Baião
4640-424 Santa Cruz do Douro
Coordenadas GPS: N 41º 07’ 33’’ | W 08º 0’ 14’’

Envie-nos uma mensagem!

CET Tormes

CET - CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO DE TORMES

ViceVersa: Oficina de Tradução Alemão-Português e Português-Alemão
Fundação Eça de Queiroz, Baião/Portugal
2 a 8 de julho de 2017
SABER MAIS

Património

A obra de José Maria Eça de Queiroz pressupõe uma actividade, não menos intensa que a própria escrita, de leitura crítica que muitas vezes se torna recepção produtiva, visível em correspondências, crónicas e até em textos literários. Nalguns casos, esta actividade vai até à tradução que via citação entra na sua escrita.

Já nos primórdios da sua evolução literária, no âmbito da participação na Revolução de Setembro (posteriormente publicado, em parte, sob o título Prosas Bárbaras) e do trabalho no Destrito de Évora, Eça também se torna tradutor. Neste contexto, merecem destaque as traduções parciais de livros de Hippolyte Taine e Louis Veuillot. Em 1866, envia ao Teatro D. Maria II a tradução de uma peça de José Bouchardy, intitulada Filidor (1863), que jamais subiu à cena.

Duas décadas mais tarde, a tradução livre dum bestseller da época, King Solomon´s Mines (1885) de Henry Rider Haggard, foi publicada sob o título de As Minas de Salomão na Revista de Portugal, nos meses de Outubro de 1889 a Junho de 1890, e posteriormente em livro.

Para além da própria prática tradutória, a tradução como tema aparece reiteradamente na obra literária, por exemplo no conto “Um poeta lírico”, na Correspondência de Fradique Mendes ou no artigo “O Francesismo” que abre com a fórmula bem conhecida “Portugal é um país traduzido do francês em calão.”

Fundamento

A Fundação Eça de Queiroz em Tormes passa a integrar nas suas atividades museológicas e educativas a função de um Centro de Estudos de Tradução (CET), com especial incidência na tradução literária. Este Centro será desenvolvido no âmbito da cooperação já estabelecida entre a Fundação Eça de Queiroz (FEQ) e a Universidade do Minho (UMinho). Um protocolo, assinado entre ambas as partes em 2010, confere caráter institucional às acções de parceria FEQ / UMinho promovidas por docentes e investigadores do Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH), unidade orgânica da UMinho. O referido protocolo refere expressamente a área de Estudos de Tradução.

Neste contexto, já foram realizados Seminários de Tradução Literária, nos anos de 2007 e 2009.

Missão

O CET Tormes permite a um público mais amplo conhecer e reconhecer a especificidade da tradução literária, que tende a ser subvalorizada, ou, mesmo, a passar despercebida na recepção das literaturas estrangeiras, e cujos estudos geralmente se restringem ao âmbito académico.

O CET Tormes promove a difusão da tradução em geral e, especificamente, da tradução literária por meio de ensino, pesquisa, actividade editorial e programação de eventos especiais. O programa de ensino abrange cursos, oficinas, palestras e debates em torno da tradução que complementa as áreas consolidadas de actuação cultural da FEQ dedicada à literatura e à crítica, nomeadamente em torno da obra de Eça de Queiroz e da sua recepção nacional e internacional, académica e popular que inclui também a sua tradução para variadíssimas línguas do planeta.

Para além da parceria FEQ / UMinho, o CET Tormes procurará o intercâmbio e a colaboração com organizações congéneres, seja no âmbito da valorização da língua portuguesa através de processos de tradução, nomeadamente literária, seja no âmbito da rede europeia de «Casas de Tradutor» (RECIT) já estabelecida, na qual o CET Tormes se pretende integrar.

Neste sentido, existe já interacção com as seguintes organizações:

Casa Guilherme de Almeida, Centro de Estudos de Tradução Literária, São Paulo
PGET – Programa de Pós-Graduação em Estudos de Tradução da UFSC, Florianópolis
CITL – Collège International des Traducteurs Littéraires, Arles
EÜK – Europäisches Übersetzer-Kollegium, Straelen

Programas

Programa de residência de tradutores estrangeiros de literatura portuguesa

Voltado para o incentivo à tradução e publicação de obras de autores portugueses no exterior, o programa concederá bolsas de residência em Tormes. Estas bolsas destinam-se a tradutores que estejam a desenvolver algum projecto com contrato editorial. Juntamente com o ILCH / UMinho, a FEQ colaborará no processo de selecção dos bolseiros e abrirá espaço para eles mostrarem seu trabalho em Tormes, por meio de cursos, palestras e oficinas.

Programas externos
de ensino de tradução

Em parceria com o ILCH / UMinho, o CET Tormes oferecerá programas de ensino voltados para o meio universitário e para a preparação de profissionais da área. Esse tipo de projecto interinstitucional proporcionará o intercâmbio de experiências na veiculação do saber relacionado à tradução, nomeadamente literária, e sempre procurará envolver entidades e associações com interesse na área da tradução

Tradutormes

Com o evento anual TraduTormes – Encontro de Tradutores na Casa-Museu Eça de Queiroz, o CET Tormes promoverá um intercâmbio entre autores e tradutores portugueses e estrangeiros, a fim de propagar junto dum público mais amplo o que está a ser reflectido e produzido nessa área de criação. A ideia é apresentar diferentes concepções da actividade de tradução e reflectir sobre procedimentos adoptados em determinadas obras e vertentes de tradução literária.

 

Likes(0)Dislikes(0)